Sites Grátis no Comunidades.net
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Ultimas Atualizações
Sequências Didáticas  (25-08-2016)
Gêneros Textuais  (18-08-2015)
Experiências Exitosas  (18-08-2015)
Galeria de Fotos  (18-08-2015)
Educação Física  (18-08-2015)
Enquete
O que mais lhe interessa no site?
Jogos
Atividades Lúdicas
Planos de Aula
Textos
Artigos
Galeria de fotos
Atividades de Ensino
Atividades de Avaliação
Ver Resultados

Rating: 2.7/5 (517 votos)




ONLINE
9




Partilhe este Site...

 perfil 

Meu nome é Waldinéa Alves Farias Rocha, tenho 35 anos, estou na educação desde 1998, atualmente sou Analista Educacional,mestranda em Gestão e Avaliação da Educação Pública pela UFJF e faço parte do quadro efetivo da SRE de Janaúba/MG. Nascida em Mato Verde/MG e residente na cidade de Janaúba/MG. Casada e mãe de 03 (três) filhos, procuro administrar meu tempo entre o trabalho que amo, a manutenção deste site e a dedicação primordial de minha linda família.



criar banner


Ambiente Alfabetizador
Ambiente Alfabetizador

A Disposição dos Aluno na Sala: mais Atenção, Concentração, Motivação e Aprendizagem.

 
aesa
De acordo com os Estilos de Aprendizagem, (como o aluno aprende) muito discutidos na PNL - Programação Neolinguística - são utilizadas 03 formas de percepção de informações (leia mais clicando > aqui):
-Visual: faz uso da visão como meio de obter e reter as informações;
-Auditivo: vale-se da audição para absorver informações e;
-Cinestésico: aproveita-se dos sentidos relacionados ao movimento para guardar informações.
Cada indivíduo, em regra, tem predominância em um destes, e não totalidade. (veja o teste para conhecer o estilo de aprendizagem do seu aluno > aqui). Há várias maneiras, além de um teste de se descobrir como um indivíduo aprende e o que dificulta sua aprendizagem. Em outra postagem serão mostradas alternativas.
Organizando os Alunos na Sala de Aula
Os professores tem preferências na formação dos alunos na sala: em círculo, semicírculo, em fileiras (pares ou individuais), menores na frente, maiores atrás. Alguns, nos primeiros dias de aula já fazem a formação inicial que vai sendo alterada de acordo com os problemas que vão surgindo (alunos que conversam e fazem bagunça no fundo da sala, alunos que não enxergam de longe e etc.). Outros preferem que, no início, cada aluno senta onde preferiu, ao lado do colega que escolheu e as mudanças, ainda assim vão acontecendo durante o período letivo, em função da aprendizagem e disciplina.
Em qualquer forma que seja que o professor prefere ou permite, é muito comum as mudanças acontecerem e muitas vezes até o final do ano, sem que o objetivo tenha sido alcançado.
É comum ouvir o professor reclamar de muitos alunos que conversam, não prestam atenção, o rendimento é baixo e não há mais lugar para serem colocados... na frente, próximo ao professor “nem tem mais espaço” e a situação não muda.

Conhecendo os estilos de aprendizagem, as mudanças poderão acontecer, mas serão mais reduzidas, caso haja grupos muito grandes de auditivos, visuais oucinestésicos, mas ainda assim haverá alternativas e os resultados serão melhores.
Conhecendo as características dos alunos e seus Estilos de Aprendizagem fica bem mais fácil, como por exemplo, se o aluno auditivo aprende melhor ouvindo e barulhos, bagunças, conversas tiram sua concentração é ele que vai ficar mais próximo do professor e não o visual ou cinestésico, se aula é mais expositiva, se o professor vai falar e escrever mais. Portanto veja as características dos três estilos e faça a sua formação. Caso suas aulas não sejam sempre iguais mude a formação de acordo com suas ações pedagógicas.
vi
Alunos Visuais (imagem)
Visual = é pela forma da imagem que a pessoa processa e interpreta o mundo. Para uma pessoa ou público visual, as informações obtidas do meio ambiente ou de sua mente estão voltadas para dados sobre tamanho, proporção, cor, beleza, altura, profundidade, largura, detalhes... Uma pessoa visual é muito observadora no conjunto e nos detalhes. Aprendem por associação de imagem e conceitos.
1- Alunos Visuais:
• Falam Rápido
• Procuram ser Limpas e Organizadas
• Frequentemente respondem às perguntas com um simples sim ou não.
• Gostam de fazer rabiscos ou caricaturas enquanto participam de uma aula.
• Observam os detalhes ambientais.
• Executam a leitura com rapidez.
• Memorizam através de associações visuais.
• Lembram o que viram, melhor do que aquilo que ouviram.
• Não se distraem facilmente com o barulho.
• Tem problemas para lembrar instruções verbais.
• Gostam mais de artes plásticas do que de música.
• Às vezes saem de sintonia quando o negócio é prestar atenção durante muito tempo.
• Preferem fazer uma demonstração física a fazer um relato.
• Comumente sabem o que tem de dizer, porém não conseguem pronunciar as palavras corretas.
aud
2- Alunos Auditivos = é a forma sonora a mais predominante. O auditivo consegue perceber com maior nitidez e facilidade dados vinculados ao som: volume, tonalidade, vocabulário, ruídos, discursos, conversas, discussões. Uma pessoa auditiva presta muita atenção naquilo que está sendo dito.
Pessoas Auditivas
• Falam consigo mesmo enquanto estão trabalhando.
• Gostam mais de piadas contadas do que de mímica e de trejeitos cômicos.
• Distraem-se facilmente com o barulho.
• Tem problemas com projetos que envolvam visualização como, por exemplo, cortar algo em pedaços para fazer alguma montagem.
• Mexem os lábios e pronunciam as palavras enquanto estão lendo.
• Gostam de ler as coisas em voz alta e ouvir o que estão dizendo.
• Adoram discutir e entram em longas descrições.
• Aprendem melhor quando ouvem e lembram com mais eficiência o que foi discutido com mais precisão do que aquilo que foi mostrado.
• Podem repetir e inclusive fazer imitação do timbre a da intensidade da voz de quem ouviram falar.
• Acham o ato de escrever cansativo, porem são muito bons na oralidade.
• Apreciam mais a música do que as artes plásticas.
• Podem soletrar ou explicar detalhadamente melhor do que escrevendo as mesmas informações.
3- Alunos Cinestésicos – (movimento, leitura e tato).
cin
Definido como o indivíduo que utiliza bastante a expressão corporal, as pessoas geralmente são inquietos, bisbilhoteiros e “destruidores” de brinquedos, pois buscam saber como ocorre o funcionamento desses. Interagem melhor através do contato manual e corporal, costumam ter gosto pela prática de esportes, dança invenção e construção de algo.
Pessoas Sinestésicas
• Falam bem devagar.
• Não conseguem lembrar de localidades e de outros pontos geográficos, a não ser que tenham estado lá recentemente.
• Usam palavras de ação.
• Respondem prontamente a apelos físicos.
• Tocam nas pessoas para poder chamar a sua atenção.
• Não conseguem ficar sentadas quietas durante longos períodos.
• Fazem muitos gestos.
• Sentam-se perto de alguém quando estão falando.
• Usam o dedo como um indicador enquanto estão lendo.
• Memorizam melhor quando estão andando e vendo.
• Aprendem com mais eficiência e eficácia quando estão fazendo ou manipulando algo.
• Gostam de estar envolvidos em jogos.
• Podem ter uma caligrafia bem feia.
Observação:
Diante das características predominantes dos estilos de aprendizagem, fica mais fácil determinar aonde cada aluno vai se posicionar. Lembrando que, é preciso levar em conta a predominância do estilo. Se a predominância do aluno visual é não perder a concentração e o interesse, sentando-se atrás, é ima boa dica. Outro fato facilitador é que cinestésico também tem as características visuais, isso quer dizer que se for preciso podem estar junto com os visuais.
O ideal é que cada pessoa desenvolva os três estilos, e muitas pessoas possuem grande parte de cada estilo. Isso será importante na sua formação em sala de aula, quando, conhecendo seus alunos, os resultados são os melhores possíveis. Use esse conhecimento para obter melhores rendimentos nos trabalhos em grupo, na escolha dos líderes e na distribuição de atividades dos membros do grupo.
Sugestão de Teste: Clique AQUI
Em outra postagem LEIA DICAS DE ATIVIDADES para os ESTILOS DE APRENDIZAGEM.
Por: Júlia Virginia de Moura – Pedagoga
Fonte de pesquisa:
Cohn, Marvin (1979). Ajudando o seu aluno adolescente: o que pais podem fazer para melhorar habilidades de leitura e estudo, Dutton, ISBN 978-0-525-93065-5 .
Schunk, Dale H. (2008). Teorias de Aprendizagem: uma perspectiva educacional, Prentice Hall, ISBN 0-13-
 
Fonte: http://soatividadesparasaladeaula.blogspot.com.br

 ABAIXO DIVERSOS MOLDES DE EV

Para baixar clique com o botão direito e selecione salvar como. Aproveitem!

MOLDES

Moldes de números - BAIXAR

Moldes de Letras - BAIXAR

 

Moldes de EVA

 

 

 ALFABETO DO SÍTIO DO PICA PAU AMARELO- LINDO!!!!!

BAIXAR COMPLETO

MOLDES DE CAIXINHAS

 

 

Ivory Bride Gown Shaped Favor Boxes with Satin Ribbon Bows

Caixinha de Natal Molde 3 Moldes de caixas para presente

Caixinha de Natal 3 Moldes de caixas para presente

ABERTURAS DE CADERNOS

BLOG DA PROFESSORA NILIANE: MAIS ABERTURA DE CADERNO

Além do Giz: ABERTURA PARA OS CADERNOS DOS ALUNOS

 

 

LEMBRANCINHA DE VOLTA ÀS AULAS : 

 - bolsinha decorada

 
As aulas já vão começar! Que tal receber os seus alunos com uma lembrancinha? Eles vão adorar! Achei essa sugestão na net, a qual pode ser alterada e decorada com rostinhos de bonecas ou bonecos, outros animais, objetos de acordo com a idade de seus alunos. Nessa "bolsinha" você poderá colocar balinhas ou bombons, além de poder fazer do tamanho que você achar adequado (é só copiar e colar o molde no word e ampliar do tamanho que você quiser ou até mesmo configurar a sua impressora para o tamanho que você quiser). Para fazer essa bolsinha você poderá usar E.V.A., papel micro-ondulado ou papel cartão colorido ou ainda mesclar os materiais.
 
 
Abaixo os moldes da bolsinha e bichinhos:
 
 
Também tem esse molde :

O QUE NÃO PODE FALTAR EM UMA SALA DE AULA

 1- Calendário (cartaz com a escrita dos numerais de forma visivel)

Objetivos:
Desenvolver a noção de tempo(ano-mês-semana-dia-manhã-tarde-noite-passado-presente-futuro)
Reconhecimento de numerais.
Representação de numerais em sequência.
Noção de antecessor e sucessor.
Percepção de numerais como símbolos que representam quantidade (número) e acontecimentos (noção do tempo).
Resolução de situações problema.

 2- Cartaz de Frequência 

Objetivos:
Acompanhar, junto à turma, a frequência dos alunos.
Proporcionar a cada aluno a avaliação da sua própria frequência.
Encaminhar casos de alunos que apresentam infrequentes.
Levar o aluno a perceber o nome como uma palavra composta por letras e sílabas.
Ressaltar a importância de cada aluno no grupo.

 3- Ficha de numerais (material para cada aluno).

Objetivos:
Reconhecimento de numerais formados por um ou mais algarismos.
Desenvolver a noção de antecessor e sucessor, maior e menor ordem crescente e decrescente, acima e abaixo de, entre, próximo e distante de.
Desenvolver a noção de numeral (símbolo) e número (quantidade).

 4- Cartaz "Quantos Somos"

Objetivo:
Desenvolver a noção de adição e subtração envolvendo a idéia de: a mais e menos que, mais e menos que, soma de parcelas, subtração de partes.

 5- Cartaz de Sequência numérica

Objetivos:
Reconhecimento de numerais ( Percepção dos numerais que representam dezenas exatas, dos antecessors às dezenas exatas).
Visualização para assimilação da sequência numérica.
Relacionar numerais (símbolo) à número (quantidade).
Desenvolver a noção de antecessor e sucessor, maior e menor, acima e abaixode, entre, depois e antes de, mais próximo e mais distante de.

 6- Alfabeto móvel

Objetivo:
Proporcionar atividades para que o aluno avance em relação ao nível da escrita.

 7- Alfabeto de parede

Objetivo:
Reconhecimento das letras do alfabeto no que se refere ao nome-desenho-som.

 8- Ficha do nome completo

Objetivos:
esenvolver atividades referentes ao nome próprio.
Ressaltar a importância do nome na formação da identidade.
Desenvolver no aluno a escrita correta do seu nome.

 9- Material para leitura (revistas e livros)

Objetivos:
Desenvolver atividades que envolvem recortes.
Material de apoio ao professor frente à correção individual de atividade.
Desenvolver projetos de leitura.

 10- Material para contagem

Objetivos:
Resolução de problemas matemáticos.
Representação de quantidades.
Desenvolver a noção de adição e subtração.
Relacionar número e numeral.

 11- Cartaz dos aniversariantes do mês

Objetivos:
Relacionar numerais ao acontecimentos significativos (noção de tempo).
Considerar aspectos importantes para a formação da identidade (data do meu nascimento). Interação social- Relacionamento afetivo - Entrosamento entre os colegas.
Desenvolver a noção de tempo (ano-mês-semana-dia-manhã-tarde-noite-passado-presente-futuro).
Reconhecimento de numerais.
Construção do conceito de números (quantidade).
Representação de numerais como: símbolo social, quantidade.
Resolução de situação problema envolvendo a ideia de adição e subtração.
Ressaltar aspectos importantes na formação da identidade.

 12- Caderno para fixação de teste dos alunos ( material para cada aluno)

Objetivos:
Registro das atividades dos alunos para apresentação em dia de reunião de pais. Acompanhamento do desenvolvimento dos alunos. Obs: os cadernos devem ser encapados e guardados no armário da professora.

 13- Três cadernos para o professor ( Reunião pedagógica, registro do desenvolvimento dos alunos e plano de aula)

Objetivos:
Acompanhamento dos assuntos discutidos em reunião pedagógica e administrativa.
Organização dos planejamentos diários.
Registro do desenvolvimento dos alunos.

 14- Caixas encapadas para guardar o material de uso coletivo

Objetivos:
Apresentar aos alunos parâmetros para a organização.
Proporcionar condições para desenvolver nos alunos a responsabilidade frente ao uso de materiais que pertencem ao coletivo.
CALENDÁRIO 2014
Clique para baixar calendário 20014 para sala de aula - BAIXAR
CANTINHO DE LEITURA
CARTAZES BOAS MANEIRAS TURMA DA MÔNICA
COMO FAZER UM QUADRO DE PREGAS
flwswag003.gif (20085 bytes)
Tal como se pode deduzir pelo nome, o quadro de pregas consiste numa 
superfície retangular, nas medidas que pretendermos e acharmos melhor, 
feita de tecido ou de papel forte, disposto em pregas regulares e fixado por
 um aro retangular de madeira. Se pretendermos, por exemplo, elaborar um
 quadro retangular deste tipo com as dimensões de 120 cm de largura por 90 cm 
de altura e com pregas de dois em dois centímetros com dois centímetros de 
profundidade, necessitaremos de tecido ou, preferentemente, de papel forte, 
por exemplo, papel de cenário branco ou creme, com as dimensões de 120 cm de
 largura por 216 cm de altura, e de oito réguas de madeira, cortadas nas
 dimensões  pretendidas, com 2 cm de largura e 0,5 cm de espessura, e pregos
 finos com 9 mm de comprimento. 
Eventualmente, poderemos também utilizar cola para ajudar a montar  o quadro,
 embora não seja indispensável.


flwswag003.gif (20085 bytes)
A primeira etapa na sua confecção (ilustrada pela figura 1) consiste em marcar 
com uma régua, de maneira rigorosa, as zonas de dobragem, de modo a
 obterem-se  pregas rigorosamente paralelas e uniformes, de acordo com as
 medidas indicadas:  4 cm + 2 cm., sucessivamente.


flwswag003.gif (20085 bytes)
A segunda etapa (ilustrada pela figura 2) consiste em vincar e dobrar
 uniformemente  toda a superfície, de maneira a obter-se um quadro 
semelhante a uma saia de pregas,  cuja dimensão final acabará por ficar
 nas medidas pretendidas para o quadro, ou seja, 120 x 90 .
 
Dobragem das pregas
 
flwswag003.gif (20085 bytes)
A terceira e última etapa consistirá em fixar a superfície obtida numa moldura
 dupla  de madeira, nas dimensões do quadro, constituída por réguas de madeira
 com  2 cm de largura por 0,5 cm de espessura, de maneira que as pregas fiquem
 seguras  nas extremidades, presas entre as réguas de madeira e com toda a
 superfície   devidamente esticada. 
Se quisermos tornar o quadro mais resistente  aos eventuais  acidentes de 
utilização, mas também ligeiramente mais pesado,  poderemos reforçar a
 parte posterior com uma prancha de cartolina grossa ou  uma placa fina
 de contraplacado.
 Mas para aumento da sua resistência, será mais que suficiente revestir
 a parte  posterior  com uma cobertura de plástico auto-adesivo.
 De certeza que, deste modo,  sem aumento  substancial de peso de toda 
a estrutura, se obterá um quadro suficientemente resistente,  capaz de aguentar
 muitos anos de  útil serviço.
flwswag003.gif (20085 bytes)
Obtido o quadro de pregas, bastará colocá-lo onde pretendermos, suspenso de 
um  prego ou sobre um cavalete, nada mais lhe faltando do que o «software» 
adequado, ou seja, o material de apoio audiovisual usado no quadro, que iremos
 construindo à medida das nossas necessidades.
flwswag003.gif (20085 bytes)
flwswag003.gif (20085 bytes)
flwswag003.gif (20085 bytes)
flwswag003.gif (20085 bytes)
flwswag003.gif (20085 bytes)
flwswag003.gif (20085 bytes)
flwswag003.gif (20085 bytes)
flwswag003.gif (20085 bytes)

Clips Decorados

Gif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amor
Gif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amor
Gif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amor
Gif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amorGif de amor

 

SUPORTE PARA PAPEL HIGIÊNICO

Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif
Gif

Gif

Gif

Gif

Gif

Gif

Gif

Gif

Gif


Gif

Gif

Gif
MOLDES E IDEIAS COM "SAPO"









Montamos um livro gigante com recorte,
 colagem, pintura e dobraduras.

 
O SAPO BOCARRÃO
Molde
MOLDES DE MÁSCARAS PARA O CARNAVAL

DESENHOS DE MÁSCARA PARA CARNAVAL