Alfabetizar é ir além de ler e escrever!

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Enquete
O que mais lhe interessa no site?
Jogos
Atividades Lúdicas
Planos de Aula
Textos
Artigos
Galeria de fotos
Atividades de Ensino
Atividades de Avaliação
Ver Resultados

Rating: 3.1/5 (5295 votos)




ONLINE
4




Educadores Multiplicadores

Polícia Civil / MG-INVESTIGADOR DE POLÍCIA I
Polícia Civil / MG
INVESTIGADOR DE POLÍCIA I

 

 


Atividades
Atividades

POR ONDE COMEÇAR A ENSINAR A LER E A ESCREVER?


Aprender a ler e a escrever não é um processo natural como o de aprender a falar. Trata-se de uma tarefa complexa, que envolve competências cognitivas, psicolinguísticas, perceptivas, espácio-temporais, grafomotoras e afectivo-emocionais.
Para a identificação do princípio alfabético a criança deve reconhecer a relação som-letra e ser capaz de analisar, refletir, sintetizar as unidades que compõem as palavras faladas (Tunmer, Pratt, Herriman, 1984).
As crianças de um modo geral recorrem à oralidade para fazer várias hipóteses sobre a escrita, mas usam também a escrita, dinamicamente, para construir uma análise da própria fala (Abaurre, 1988, p. 140)
Crianças com dificuldades em consciência fonológica geralmente apresentam atraso na aquisição da leitura e escrita, e procedimentos para desenvolver a consciência fonológica podem ajudar as crianças com dificuldades na escrita a superá-los (Capovilla e Capovilla, 2000).
A aquisição da escrita exige que o indivíduo reflita sobre a fala, estabeleça relações entre os sons da fala e sua representação na forma gráfica:

 

CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA

Denomina-se consciência fonológica a habilidade metalingüística de tomada de consciência das características formais da linguagem. Esta habilidade compreende dois níveis:

A consciência de que a língua falada pode ser segmentada em unidades distintas, ou seja, a frase pode ser segmentada em palavras, as palavras em sílabas e as sílabas em fonemas.

A consciência de que essas mesmas unidades repetem-se em diferentes palavras faladas. (Byrne e Fielding-Barnsley, 1989).
Para aprender a ler e escrever, o indivíduo necessita entender a relação estabelecida entre fala e escrita e conhecer o sistema de regras da escrita.

Início da alfabetização
Descoberta do Princípio Alfabético
Relação fonemas (sons) / grafemas (letras)

A consciência fonológica, ou o conhecimento acerca da estrutura sonora da linguagem, desenvolve-se nas crianças ouvintes no contato destas com a linguagem oral de sua comunidade. É na relação dela com diferentes formas de expressão oral que essa habilidade metalinguística desenvolve-se, desde que a criança se vê imersa no mundo lingüístico.
Diferentes formas linguísticas a que qualquer criança é exposta dentro de uma cultura vão formando sua consciência fonológica, entre elas destacamos as músicas, cantigas de roda, poesias, parlendas, jogos orais, e a fala, propriamente dita.

As sub-habilidades da consciência fonológica são:


Consciência de palavras
Rimas e aliterações
Consciência silábica
Consciência fonêmica

CONSCIÊNCIA DE PALAVRAS

Também chamada de consciência sintática, representa a capacidade de segmentar a frase em palavras e, além disso, perceber a relação entre elas e organizá-las numa seqüência que dê sentido. Esta habilidade tem influência mais precisa na produção de textos e não no processo inicial de aquisição de escrita. Ela permite focalizar as palavras enquanto categorias gramaticais e sua posição na frase. Além disso, ordenar corretamente uma oração ouvida com as palavras desordenadas também é uma capacidade que depende desta habilidade.

Déficit nesta habilidade pode levar “a erros na escrita” do tipo aglutinações de palavras e  separações inadequadas.
EXEMPLOS:

 perfil 

Meu nome é Waldinéa Alves Farias Rocha, tenho 33 anos, estou na educação desde 1998, atualmente sou Analista Educacional e faço parte do quadro efetivo da SRE de Janaúba/MG. Nascida em Mato Verde/MG e residente na cidade de Janaúba/MG. Casada e mãe de 03 (três) filhos, procuro administrar meu tempo entre o trabalho que amo, a manutenção deste site e a dedicação primordial de minha linda família.

Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ)-TÉCNICO EM REGULAÇÃO DE SERVIÇO DE TRANSP. AQUAVIÁRIOS-TÉCNICO ADMINISTRATIVO
CEFET / MG-AUXILIAR DE BIBLIOTECA-ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO-ASSISTENTE DE ALUNOS
CEFET / MG
AUXILIAR DE BIBLIOTECA
ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO
ASSISTENTE DE ALUNOS
Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ)
TÉCNICO EM REGULAÇÃO DE SERVIÇO DE TRANSP. AQUAVIÁRIOS
TÉCNICO ADMINISTRATIVO

topo