Alfabetizar é ir além de ler e escrever!

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Ultimas Atualizações
Sequências Didáticas  (25-08-2016)
Gêneros Textuais  (18-08-2015)
Experiências Exitosas  (18-08-2015)
Galeria de Fotos  (18-08-2015)
Educação Física  (18-08-2015)
Enquete
O que mais lhe interessa no site?
Jogos
Atividades Lúdicas
Planos de Aula
Textos
Artigos
Galeria de fotos
Atividades de Ensino
Atividades de Avaliação
Ver Resultados

Rating: 2.7/5 (495 votos)




ONLINE
5




Partilhe este Site...


criar banner


Artigos e Textos
Artigos e Textos

Como escolher a melhor escola?

 

A mudança de escola para os filhos ou simplesmente a escolha de que escola iniciar o caminho do aprendizado da criança, requer dos pais um momento de análise prático. Localização, infraestrutura e principalmente o modelo pedagógico são fatores determinantes na hora de optar e fazer a matrícula.

Um detalhe que modifica alguns aspectos é se a escola é laica ou confessional, ou seja, se há um direcionamento religioso ou não. Neste caso cabe aos pais decidirem de acordo com os costumes da família.

A mensalidade é um fator determinante também e deve estar condizente com a realidade dos serviços da instituição, e mais ainda, com as condições do bolso. Não adianta tentar colocar na mais cara e depois passar por apertos, o melhor é saber escolher de acordo com a realidade. Caso os pais tenham mais de um filho na mesma escola, descontos podem ser oferecidos.

Visitar o colégio em horário escolar, conversar com professores e com a direção devem ser atitudes desde o início. A formação da criança na escola não serve apenas para sua entrada na faculdade e caminho da carreira profissional, mas também para formar um cidadão. É salutar que a escola não oferte um ensino engessado somente visando provas e testes, mas que tenha uma didática interpretativa e que valorize o estudante com suas características individuais.

As visitas durante esse processo de escolha são uma forma direta de avaliar se a escola está preparada para receber os pais, e se esse contato se dá de maneira acessível. Nem sempre a escola onde o filho do vizinho estuda é a melhor opção, a escolha deve levar em conta os fundamentos da família e o que ela espera como resultado educacional para o filho. A opinião da criança deve ser ouvida, coloca-la como parte da escolha é salutar.

Os primeiros dias de adaptação

Outro ponto importante é acompanhar a fase de adaptação do filho em uma escola nova. Nem sempre esse período é fácil, de acordo com a idade pode ser sentido com mais ou menos leveza. Diálogo é a chave para superar o medo e a ansiedade nesta etapa.

A ausência de amigos e a falta de intimidade com outros alunos no início são situações normais que devem aos poucos serem normalmente atravessadas. Quando acontecer da criança se queixar, o melhor é buscar uma solução em conjunto com a escola, nem sempre a retirada é a melhor saída.

A presença dos pais na vida escolar do filho é uma base relevante para o desempenho como aluno, valorizar as conquistas e exigir disciplina devem sempre ser assuntos na pauta das conversas em casa.

Como Incentivar o estudo de idiomas na infância?

inglês

 

O estudo das línguas já é um caminho reconhecido pela sua importância no desenvolvimento pessoal e na abertura de oportunidades. Especialistas afirmam que o quanto antes esse universo das línguas entrar no programa de estudos da criança, mais ela terá facilidade em assimilar.

 

Apesar do inglês e espanhol já estarem inseridos na grade curricular nas escolas brasileiras, a dedicação pessoal do aluno faz a diferença. Por isso investir e ter apoio em casa também fortalecem a base do aprendizado.

 

Para a criança é mais saudável que o idioma venha de leve, despertando a curiosidade, por isso jogos e brincadeiras são extremamente recomendados. No caso do inglês, língua que de alguma maneira está nas propagandas ou no nome de algum personagem infantil, gera uma relação de intimidade logo do início.

 

Inglês deve ser divertido

 

Longe de cobranças rígidas, ao introduzir o estudo de um idioma na fase infantil, por volta dos 6 anos de idade, o aluno estará mais ligado à descoberta do novo. O som das palavras, os números e principalmente as musiquinhas. A maneira como esse material é trabalhado em sala de aula ou em casa pode funcionar como um despertador do interesse pelo idioma e mais tarde, o aprofundamento para alcançar a fluência.

 

Até em casa os pais podem incentivar o filho a construir seu próprio vocabulário, com cada palavra nova que conhecer. Fazer desenhos e escrever a palavra correspondente à figura em inglês. Há diversos materiais disponíveis para dar suporte ao ensino, seja em cursos tradicionais, ou até mesmo curso de inglês online, cujo material fica facilmente acessível através da internet.

 

As informações básicas como cores, números e nomes de animais e a pronúncia do alfabeto são ótimos conteúdos para serem iniciados. As músicas em inglês as deixam em uma atmosfera agradável e colabora para a memorização e pronúncia correta, através da repetição.

 

De olho no futuro

 

A ligação do aluno com línguas estrangeiras deve ser pensada a longo prazo, se iniciada na infância o estudante terá mais facilidade em assimilar e consequentemente falar bem, mas não implica em dizer que um aluno que não teve acesso ainda na infância não pode desenvolver-se mais tarde, a desenvoltura vai depender muita da dedicação aplicada e do ambiente propício ao estudo.

 

Vale sempre a pena elogiar a evolução do filho, pontuar com elogios, valorizando seu desempenho. Após passar alguns níveis de aprendizado o uso dos audiobooks é uma ótima maneira para exercitar memorização das palavras, a escuta, a fala e aumentar o vocabulário.

 

Artigos e Monografia

1 - Artigo: "A EXPERIÊNCIA DO PRONERA NO MUNICÍPIO DE VERDELÂNDIA, NORTE DE MINAS" - Artigo enviado pela Analista Pedagógica Vaneide Pereira da Silva. CLIQUE AQUI PARA BAIXAR

2 - Monografia:"EDUCAÇÃO DO CAMPO: EXPERIÊNCIA DO PRONERA NA COMUNIDADE"- Artigo enviado pela Analista Pedagógica Vaneide Pereira da Silva". CLIQUE AQUI PARA BAIXAR

3 -Métodos de Alfabetização - Qual o melhor? CLIQUE AQUI 

4 - Artigo Científico -Ivana Cristina Arantes Vianna- - BAIXAR 

 perfil 

Meu nome é Waldinéa Alves Farias Rocha, tenho 35 anos, estou na educação desde 1998, atualmente sou Analista Educacional,mestranda em Gestão e Avaliação da Educação Pública pela UFJF e faço parte do quadro efetivo da SRE de Janaúba/MG. Nascida em Mato Verde/MG e residente na cidade de Janaúba/MG. Casada e mãe de 03 (três) filhos, procuro administrar meu tempo entre o trabalho que amo, a manutenção deste site e a dedicação primordial de minha linda família.



criar banner

topo